Cloud computing: infraestrutura completa e segura

Cloud computing: infraestrutura completa e segura. Em 2022, o investimento mundial com nuvem deve atingir US$ 482 bilhões, de acordo com o Gartner. Saiba o que é preciso para desenvolver uma infraestrutura corporativa seguindo protocolos recomendados de segurança digital. 

Cloud Computing é uma realidade para as empresas e entre suas funções cruciais estão o compartilhamento de dados entre colaboradores e o acesso à distância aos sistemas corporativos, requisito básico para o modelo de trabalho remoto ou híbrido. 

Uma previsão do Gartner estima que a nuvem continuará crescendo rapidamente em todo o mundo e os investimentos globais atingirão US$ 482 bilhões, ainda em 2022. Em 2021, o montante foi de US$ 396 bilhõee, ao ser comparado à nova estimativa, o crescimento será de 21,7%. 

Outra pesquisa da consultoria, intitulada “Cloud Shift”, apontou que os recursos destinados à nuvem pública (modelo mais acessível) serão maiores do que os demais em tecnologia até 2025. Entre todas as companhias, 51% escolherão essa alternativa — porcentagem superior em 10% à de 2022.  

Além de sua acessibilidade, a popularidade da infraestrutura se dá por fatores diversos, principalmente porque se adapta à realidade de cada empresa.  

O ambiente da nuvem é compatível com inovações tecnológicas da web, tem custo reduzido e unifica modelos de negócio dependentes de conexão. Assim como, com a possibilidade de integrar o multicloud e a computação de borda (edge computing), agrega valor aos negócios e colabora com o processo de Transformação Digital. 

Entretanto, há os perigos por trás da nuvem.  

Desta forma, a segurança na nuvem deve ser vista como prioridade para as corporações que têm a sua infraestrutura baseada ecloud, com dispositivos hiper conectados e expostos a ameaças cada vez mais sofisticadas no ciberespaço. 

Profissionais de cibersegurança estimam que, ao longo de 2021, houve um aumento de 10% no número de invasõee crimes cibernéticos envolvendo a computação em nuvem. 

A configuração inadequada de dispositivos ou aplicaçõeestão entre as vulnerabilidades que contribuíram para esse aumento. Falta de habilidade para coordenar os serviços estão presentes em 45% das empresas, sendo que apenas 16% possuem uma solução de DevSecOps. 

Por esse motivo, contar com um serviço completo integrado de infraestrutura e segurança é a recomendação.  

A motivação pela proteção dos dados deve partir inicialmente dos gestores, que ao escolher uma configuração ideal, precisam medir condiçõeseguras de uso na nuvem. O provedor deve estar alinhado com a cibersegurança, assim como a rede e o hardware do usuário que solicitar uma conexão. 

Escolher um modelo de cloud computing não é uma tarefa tão simples, pois uma nuvem pública permite o compartilhamento de dados com clientes, e uma particular é restrita apenas para os membros da empresa. Ainda, a nuvem híbrida une características das anteriores. 

Não existe um modelo superior de infraestrutura, cada qual é aconselhada para atender diferentes níveis de solicitaçõee projetos.  

O fundamental é investir em soluções de infraestrutura tendo como referência a segurança da informação, monitoramento preventivo em regine 24x7x365 e por fim, parceiros de serviços e tecnológicos que acompanham a evolução deste mercado. 

Por Giuliano Scaldelai Strabellidiretor de serviços e novos negócios da SECUREWAY

Veja também:

 

Sobre mindsecblog 1767 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

1 Trackback / Pingback

  1. Cloud computing: infraestrutura completa e segura – Neotel Segurança Digital

Deixe sua opinião!