Amazon AWS fica fora do ar e derruba iFood, Disney+, LoL e outros

Amazon AWS fica fora do ar e derruba iFood, Disney+, LoL e outros. Uma falha no Amazon Web Services (AWS), serviço de computação em nuvem da Amazon derrubou ou prejudicou o acesso a vários serviços na tarde desta terça-feira (7).

Amazon Web Services (AWS) caiu mais uma vez e agora levou uma série de serviços e jogos com ele. Há relatos no Twitter de mais um apagão de servidores para Disney+, League of LegendsValorant e até mesmo iFood, pouco tempo depois os problemas foram confirmados na página oficial. O AWS é um serviço geral de nuvem que é usado por muitas empresas que trabalham online no mundo inteiro, incluindo no Brasil.

 

Em sua página de status o AWS indica que está passando por problemas na região US-EAST-1, localizada no leste dos EUA (Norte da Virgínia). Isso afeta não apenas servidores da América do Norte, mas no restante do mundo de maneira igual.

Segundo o site DownDetector, o número de reclamações começou a aumentar a partir das 12h36 (horário de Brasília). Simultaneamente, também começaram a aumentar as reclamações sobre instabilidade em serviços como a Amazon, Disney Plus, League of Legends, Valorant, Canva, Prime Video e serviços nacionais, como o C6 Bank e iFood.

Vários serviços começaram a apresentar problemas no mesmo momento que o Amazon Web Services: Imagem: DownDetector/Reprodução

Pelo Twitter, a conta oficial do Valorant confirmou que estava ciente da “instabilidade” em seus servidores, mas que o problema já foi resolvido. Em nota oficial, o iFood também reconheceu a falha na AWS:

O iFood informa que o Amazon Web Services (AWS), principal plataforma de gerenciamento de serviço da empresa, vem registrando, ao longo do dia de hoje, uma crescente taxa de erros em alguns dos seus serviços. Essa instabilidade provocou impacto em parte dos serviços prestados pela plataforma do iFood. O time de tecnologia do iFood adotou um plano de contingência para garantir os serviços de ponta a ponta e acompanha de perto, junto à AWS, o desdobramento das ações para a solução completa do problema.

Não é a primeira vez que a AWS apresenta erro

A última grande queda registrada foi em novembro de 2020 e afetou serviços similares aos de hoje, com instabilidade ou mantendo alguns deles totalmente fora do ar, gerando queda nos serviços on-line. Na época, a Amazon destacou que a instabilidade atingiou principalmente a API Kinesis Data Stream, causando, como consequência, falhas em vários recursos que dependem dela.

Segundo o comunicado mais recente, isso inclui ACM, Amplify Console, API Gateway, AppMesh, AppStream2, AppSync, Athena, AutoScaling, Batch, CloudFormation, CloudTrail, CloudWatch, Cognito, Connect, DynamoDB, EventBridge, IoT Services, Lambda, LEX, Managed Blockchain, Marketplace, Personalize, Resource Groups, SageMaker, Support Console, Well Architected e Workspaces.

Fonte: Olhar Digital & TecnoBlog 

Veja também:

Sobre mindsecblog 1772 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

5 Trackbacks / Pingbacks

  1. União é condenada por se omitir em caso de coleta de dados via Windows
  2. Guardicore revela que apenas 2% das empresas usam segmentação
  3. CISA divulga lista de 300 vulnerabilidades que precisam ser corrigidas
  4. Estudo identifica 17 grupos de ciberataques a empresas no Brasil
  5. Correção para a falha Log4j não protege contra DoS e roubo de dados

Deixe sua opinião!