Segurança de Dados: 5 dicas para se proteger no mundo virtual

Segurança de Dados: 5 dicas para se proteger no mundo virtual. Todos os dias, milhares de informações circulam nos meios digitais, por isso, uma pergunta, e ao mesmo tempo uma preocupação é comum a todos: como manter a segurança de dados no mundo virtual?

Segundo uma pesquisa do Ponemon Institute, o Brasil é o segundo país com mais ataques cibernéticos nos últimos tempos, atrás somente dos Estados Unidos.

Muitos desses ataques podem ser devido a facilidade das senhas utilizadas pelos usuários. No entanto, diversos outros fatores podem acarretar ataques no mundo online.

Com isso em mente, hoje vamos apresentar algumas dicas para manter a segurança de dados enquanto utilizamos algum meio digital.

Anote todas as informações que considerar importante e as aplique na sequência para evitar maiores problemas.

 

Ataques cibernéticos uma grande preocupação no Brasil

No último ano, em virtude da pandemia de Covid-19, e com muitas empresas aderindo o modelo de home office como uma alternativa para continuar os processos empresariais, o número de ataques na internet teve um alto crescimento.

Entretanto, isso acarretou um aumento de ataques cibernéticos. Segundo um levantamento apresentado no ano passado, de fevereiro a abril o número de ataques online aumentou 333% em comparação com o ano anterior.

Com isso, muitas empresas precisaram abrir os olhos para um novo problema: os crimes virtuais.

Desse modo, entrou em vigor no início de 2021 a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que assegura os direitos das pessoas sobre suas informações pessoais, bem como o uso delas, ao acessarem um determinado serviço no mundo virtual, seja aplicativo, programa ou site.

A LGPD prevê multas para as empresas que vazarem informações sem o consentimento dos usuários.

As empresas são cada vez mais alvos de ataques de hackers, que agora vislumbram ganhos financeiros através do comprometimento de dados pessoais.

Isso se dá principalmente pelo fluxo de informações que elas geram diariamente com nomes, telefones, e-mails e até dados de pagamentos de usuários em seus sites, aplicativos e softwares de gestão empresarial.

 

Como fazer a segurança de dados no mundo virtual?

Não tem mais como excluirmos o mundo virtual de nossas rotinas. A tecnologia chegou em um patamar que, mesmo que imaginássemos algo parecido, não era visto como um acontecimento tão próximo.

Em outras palavras, tudo o que fazemos diariamente conta de alguma forma com uma tecnologia. Afinal, até mesmo uma comunicação com amigos e familiares não deixa de ser feita com o uso de um celular ou computador .

Por esse motivo, fazer uma boa segurança de dados, tanto pessoais como profissionais, torna-se cada vez mais imprescindível.

Separamos as principais dicas para você.

 

1. Atenção com as senhas

Pode parecer estranho, mas ainda é muito grande o número de pessoas que colocam senhas óbvias como 123456, ou suas datas de nascimento, casamento, namoro para acessar contas importantes.

Eventualmente, ao acessarmos um site para cadastrar um perfil por lá, alguns deles dão como dica colocar letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais. Não é por acaso que se dão estas dicas.

É muito mais difícil para alguém com más intenções adivinhar uma senha complexa do que algo mais fácil.

Utilize isso tanto em contas pessoais como profissionais. Ainda assim, não cadastre a mesma senha em mais do que um local.

Veja mais em erros comuns na composição das passwords

 

2. Desconfie de pedidos de dados

Alguns sites maliciosos colocam iscas para roubar dados pessoais dos usuários. Chamadas que com links para formulários, ou apenas imagens atrativas são ideias para roubar as informações.

Certamente você já entrou em algum portal que dizia: “coloque aqui o seu CPF e descubra se tem alguma conta em aberto”; ou ainda: “informe seus dados e concorra a X prêmios”.

Desconfie dessas “boas ações” que acontecem na internet.

Da mesma forma, evite abrir e-mails que remetem para sites não seguros, ou ainda que peçam seus dados para configurar algumas informações de banco ou outras contas.

Veja o exemplo da imagem abaixo. Este é um caso real, onde um estelionatário faz um post no Twitter passando-se por um “artesão” que personaliza o seu cartão de crédito, para isto ele só precisa das informações. Acreditem, tem pessoas que passaram as informações!

 

3. Utilize antivírus

Seja para o computador ou smartphone pessoal, ou ainda para o empresarial, tenha sempre um bom antivírus instalado nesses aparelhos.

Esses softwares ajudam a proteger seus dados pessoais e as informações sigilosas de sua empresa contra possíveis ataques virtuais.

Caso você acesse algum site suspeito, ou acabe fazendo o download de algum arquivo contaminado, um antivírus lhe ajudará a descobrir isso rapidamente e fará uma varredura para limpar o seu periférico.

Clique para saber mais dos produtos Sophos!

4. Não passe tantas informações em Redes Sociais

Com o boom que as Redes Sociais tiveram nos últimos anos, tornou-se cada vez mais comum as pessoas possuírem perfis e compartilharem suas vidas nessas plataformas.

No entanto, a alta exposição pode ser uma cilada causada por si mesmo. Afinal, quanto mais informações sobre nós mesmos, mais fácil de uma pessoa encontrar algo que possa ser usado contra nós.

Como dito na dica sobre as senhas, para não utilizar a data de aniversário ou casamento, aqui é o ponto em que pessoas mal intencionadas podem descobri-la facilmente.

 

5. Faça backup de suas informações

Seja para informações referentes a uma empresa, ou até mesmo para os pessoais, é de suma importância fazer backups periodicamente para manter a segurança de dados no mundo digital.

Atualmente, os serviços de dados por nuvem têm ganhado cada vez mais espaço no virtual. Mesmo assim, algumas pessoas ainda têm receio de utilizá-los.

Portanto, sugerimos fazer um backup dos documentos mais importantes para um Pendrive ou HD Externo.

Caso sua empresa possua muitos dados, um processo manual pode demorar muito tempo, então, escolher um programa de automação deve entrar em debate.

 

Conclusão

Tocar no assunto segurança de dados é algo muito delicado, principalmente quando envolve informações empresariais e pessoais.

Todavia, é um dever de todas as empresas, sites, e programadores prezar pela segurança dos usuários ao utilizarem os seus produtos.

No entanto, muitas vezes, pessoas mal intencionadas acabam criando iscas para simplesmente roubar dados e causar sérios problemas nos proprietários deles.

Portanto, estabeleça como uma rotina alterar periodicamente suas senhas e na medida do possível não as repita nos diferentes serviços que utiliza. Lembre-se que se repetir o uso da senha e seu eu descobrir uma, descobrirei todas!

 Desconfie sempre que acessar um site e lhe pedir dados pessoais. Da mesma forma, utilize sempre um antivírus em seu computador.

Ainda, evite passar maiores informações suas em Redes Sociais e faça backups de seus dados periodicamente.

Mesmo assim, você pode acabar sofrendo algum ataque, porém, as chances diminuem quando busca evitá-los por meio de ações preventivas simples como estas.

 

Texto produzido pela agência Gesto Marketing Digital

Veja também:

Sobre mindsecblog 1772 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Apple corrige CVE-2021-1844 que afeta iOS, macOS, watchOS e Safari
  2. Modelo Governança de 3 linhas de defesas do IIA
  3. Vulnerabilidade do kernel do Linux permite invasores escalarem privilégios

Deixe sua opinião!