Entenda o que é Spillage na Cibersegurança!

Entenda o que é Spillage na Cibersegurança! Não deixe seus dados vazarem! 

Ficou confuso sobre “o que é Spillage na segurança cibernética”? Aprenda tudo o que você precisa saber: tipos, causas, prevenção e como isso difere de uma violação de dados.

Imagine enviar acidentalmente um e-mail confidencial com o salário do seu chefe para toda a empresa. Pense em um funcionário insatisfeito vazando o design de seu produto mais recente para seu maior concorrente. Esses cenários são o Spillage , ou derramamento de dados – o vazamento descontrolado de informações confidenciais. Não é um hacker mal-intencionado violando seu sistema, mas um simples erro humano ou lapso de sistema que expõe informações confidenciais. 

Acredite ou não, o vazamento de dados é muito mais comum do que as violações. Na verdade, 68 registros são perdidos ou roubados a cada segundo ! Isto pode ter consequências devastadoras, custando milhões às empresas e manchando reputações. No entanto, existem maneiras que você pode tomar para evitar que isso aconteça. Neste artigo falaremos sobre o que é derramamento em segurança cibernética , seus tipos, como acontece e quais medidas você pode tomar para evitá-lo.

O que é derramamento (Spillage) em segurança cibernética?

O derramamento em segurança cibernética refere-se ao movimento descontrolado ou não autorizado de informações confidenciais ou confidenciais de um sistema ou rede segura para um local não aprovado. Isto pode abranger uma ampla gama de cenários, desde erro humano acidental até vazamentos intencionais.

O derramamento de dados pode ter consequências graves para as organizações, levando a perdas financeiras, danos à reputação, repercussões legais e até danos físicos, dependendo da natureza das informações expostas.

Tipos de derramamento de dados em segurança cibernética

O vazamento de dados pode se manifestar de diversas maneiras, cada uma com seu próprio potencial de causar danos. Aqui está uma análise de alguns tipos comuns:

  • Derramamento Acidental: Esta é a forma mais frequente de derramamento, muitas vezes causada por erro humano. Os exemplos incluem enviar um e-mail com informações confidenciais para o destinatário errado, anexar o arquivo errado a um documento ou perder um dispositivo contendo dados confidenciais.
  • Derramamento negligente: ocorre quando os indivíduos não seguem os protocolos de segurança estabelecidos ou demonstram falta de consciência em relação à sensibilidade dos dados. Compartilhar senhas, deixar documentos desacompanhados ou usar meios de armazenamento não criptografados são exemplos de derramamento negligente.
  • Derramamento Intencional: Este é o vazamento deliberado de informações confidenciais, muitas vezes por funcionários insatisfeitos, prestadores de serviços ou até mesmo pessoas internas com intenções maliciosas. As motivações para o derramamento intencional podem variar desde ganho pessoal até vingança ou ativismo.
  • Derramamento do sistema: Vulnerabilidades do sistema também podem levar a derramamento. Software sem correção, protocolos de criptografia fracos ou sistemas mal configurados podem criar caminhos para acesso não autorizado e exfiltração de dados.

Como acontece um derramamento na segurança cibernética?

Os incidentes de derramamento de dados podem ocorrer através de vários caminhos, muitas vezes explorando uma combinação de vulnerabilidades humanas e fraquezas tecnológicas. Aqui está um mergulho mais profundo em algumas causas comuns:

  • Erro humano: conforme destacado anteriormente, o erro humano é o principal culpado pelo vazamento de dados. Vamos explorar algumas maneiras específicas pelas quais os erros humanos podem levar ao derramamento:
    • Endereços de e-mail configurados incorretamente: um erro de digitação aparentemente simples em um endereço de e-mail pode fazer com que informações confidenciais sejam enviadas ao destinatário errado.
    • Compartilhamento acidental de arquivos: anexar o arquivo errado a um e-mail ou enviar documentos confidenciais para uma plataforma de armazenamento em nuvem pública pode resultar na exposição não intencional de dados.
    • Dispositivos perdidos ou roubados: perder um laptop, smartphone ou unidade USB contendo dados confidenciais não criptografados cria um risco significativo de derramamento .
    • Gerenciamento fraco de senhas: a reutilização de senhas em contas diferentes ou o uso de senhas fáceis de adivinhar torna mais fácil para os invasores obterem acesso não autorizado e potencialmente roubarem ou vazarem dados.
    • Manuseio incorreto de documentos em papel: O descarte inadequado de documentos confidenciais, como deixá-los em lixeiras não seguras, pode levar a violações de dados se acessados ​​por pessoas não autorizadas.
  • Ataques de phishing: e-mails de phishing são tentativas meticulosamente elaboradas para induzir os usuários a revelar informações confidenciais ou clicar em links maliciosos. Esses links podem baixar malware que rouba dados ou redirecionar usuários para páginas de login falsas que capturam suas credenciais. Depois que os invasores obtêm acesso a contas de usuários ou sistemas, eles podem potencialmente roubar ou vazar dados confidenciais, causando vazamento.
  • Infecção por malware: softwares maliciosos (malware), como vírus, worms e ransomware, representam uma ameaça significativa à segurança dos dados. Esses programas podem explorar vulnerabilidades do sistema para roubar dados, criptografar arquivos para resgate ou comprometer sistemas, criando caminhos para o vazamento de dados. Aqui está um resumo de como diferentes tipos de malware podem levar ao derramamento:
    • Keyloggers: Esses programas rastreiam e registram cada pressionamento de tecla no dispositivo de um usuário, potencialmente capturando informações confidenciais, como senhas e detalhes de cartão de crédito, que podem ser usados ​​para fins maliciosos.
    • Malware para roubo de dados: esses programas maliciosos são projetados especificamente para roubar dados de dispositivos infectados, possivelmente incluindo arquivos confidenciais, registros de clientes ou propriedade intelectual.
    • Ransomware: embora o ransomware criptografe arquivos principalmente para extorquir dinheiro das vítimas, algumas variantes também podem roubar dados antes de criptografá-los, potencialmente levando ao vazamento de dados se as informações roubadas caírem em mãos erradas.
  • Controles de acesso fracos: controles de acesso inadequados criam um risco significativo de vazamento de dados. Aqui estão algumas maneiras pelas quais controles de acesso fracos podem contribuir para incidentes de derramamento:
    • Acesso irrestrito a dados confidenciais: conceder acesso a dados confidenciais a indivíduos que não têm uma necessidade legítima de saber aumenta o risco de derramamento acidental ou intencional.
    • Autenticação de usuário insuficiente: Depender de métodos de autenticação fracos, como autenticação de fator único (por exemplo, apenas nome de usuário e senha), torna mais fácil para os invasores contornarem as medidas de segurança e acessarem dados confidenciais, potencialmente levando ao vazamento.
    • Abuso de contas privilegiadas: funcionários ou invasores insatisfeitos que obtêm acesso a contas privilegiadas com permissões elevadas podem potencialmente roubar ou vazar grandes volumes de dados confidenciais.
  • Lapsos de segurança física: Violações de segurança física também podem levar ao vazamento de dados. aqui estão alguns exemplos:
    • Dispositivos perdidos ou roubados: conforme mencionado anteriormente, a perda de um dispositivo que contém dados confidenciais cria um risco de derramamento.
    • Estações de trabalho autônomas: deixar estações de trabalho desbloqueadas e autônomas enquanto estiver conectado a contas que contêm dados confidenciais pode permitir que indivíduos não autorizados acessem e potencialmente vazem informações.
    • Acesso não autorizado a data centers: Medidas inadequadas de segurança física em data centers, como sistemas de controle de acesso fracos ou procedimentos de vigilância negligentes, podem permitir que indivíduos não autorizados obtenham acesso a servidores e roubem dados, causando vazamento.
  • Sistemas mal configurados: As configurações incorretas do sistema podem criar vulnerabilidades que os invasores podem explorar para roubar dados ou comprometer sistemas. Aqui estão algumas maneiras pelas quais configurações incorretas podem levar ao derramamento:
    • Software sem patch: a falha na instalação de patches de segurança deixa os sistemas vulneráveis ​​a explorações conhecidas que os invasores podem aproveitar para obter acesso não autorizado e potencialmente roubar dados.
    • Compartilhamentos de rede abertos: deixar compartilhamentos de rede publicamente acessíveis sem controles de acesso adequados pode expor dados confidenciais a qualquer pessoa que possa acessar a rede.
    • Configurações incorretas de armazenamento em nuvem: definir incorretamente as configurações de armazenamento em nuvem pode levar à exposição não intencional de dados, tornando-os acessíveis a indivíduos ou aplicativos não autorizados.

Como os vazamentos de dados afetam uma empresa?

Um incidente de vazamento de dados pode ter um efeito cascata em uma empresa, impactando seu bem-estar financeiro, reputação, vantagem competitiva e até mesmo situação legal. Vamos nos aprofundar nas possíveis consequências do vazamento de dados:

Perdas financeiras:

  • Multas e penalidades: O vazamento de dados pode violar vários regulamentos de privacidade de dados, como o GDPR (Regulamento Geral de Proteção de Dados) ou CCPA (Lei de Privacidade do Consumidor da Califórnia). Estes regulamentos impõem multas significativas em caso de incumprimento, levando a sanções financeiras substanciais.
  • Ações judiciais e custas judiciais: clientes e parceiros cujos dados sejam expostos em um vazamento podem entrar com ações judiciais contra a empresa afetada. Honorários advocatícios, acordos e possíveis julgamentos podem representar um encargo financeiro significativo.
  • Custo da Remediação: Responder a um vazamento de dados envolve uma série de ações para conter os danos, recuperar dados perdidos e melhorar a postura de segurança. Estas actividades, incluindo investigações forenses, serviços de monitorização de crédito para indivíduos afectados e campanhas de relações públicas, podem ser bastante dispendiosas.
  • Perda de negócios: notícias de vazamento de dados podem prejudicar a reputação de uma empresa e minar a confiança do cliente. Os clientes podem optar por levar seus negócios para outro lugar, levando a um declínio nas vendas e nas receitas.

Danos à reputação:

  • Perda de confiança do cliente: os consumidores valorizam muito a privacidade dos dados. Quando ocorre uma fuga de dados, os clientes sentem que as suas informações pessoais foram comprometidas, levando a uma perda de confiança na capacidade da empresa de proteger os seus dados.
  • Cobertura negativa da mídia: Os vazamentos de dados muitas vezes atraem atenção significativa da mídia, retratando a empresa afetada de uma forma negativa. A cobertura negativa da imprensa pode prejudicar a imagem da marca da empresa e minar a confiança do público.
  • Dificuldade em atrair talentos: a notícia de um vazamento de dados pode prejudicar a reputação de uma empresa como empregadora segura e responsável. Isto pode dificultar a atração e retenção dos melhores talentos, prejudicando o crescimento e a inovação da empresa.

Perda de vantagem competitiva:

  • Exposição de Propriedade Intelectual: Vazamentos de dados podem expor a propriedade intelectual de uma empresa, incluindo segredos comerciais, roteiros de produtos ou estratégias de marketing. Os concorrentes podem explorar essas informações para obter uma vantagem injusta no mercado.
  • Erosão da fidelidade do cliente: os clientes que tiveram seus dados expostos podem hesitar em continuar fazendo negócios com a empresa. Isso pode levar à perda de fidelidade do cliente e ao declínio da participação de mercado.
  • Oportunidades de investimento reduzidas: Os investidores podem desconfiar de empresas com um historial de fugas de dados, dificultando a capacidade de garantir financiamento para futuras iniciativas de crescimento.

Questões Legais e Regulatórias:

  • Investigações Regulatórias: Vazamentos de dados podem desencadear investigações por parte das autoridades de proteção de dados. O não cumprimento dos regulamentos pode resultar em multas pesadas, sanções adicionais e até mesmo acusações criminais em casos graves.
  • Maior escrutínio: As empresas que sofreram uma fuga de dados poderão enfrentar um maior escrutínio por parte dos reguladores no futuro. Isto pode levar a requisitos de conformidade mais rigorosos e a um ónus de prova mais elevado relativamente às práticas de segurança de dados.

Impacto nos funcionários:

  • Perda de moral: os funcionários podem sentir-se constrangidos ou envergonhados se um vazamento de dados expor informações confidenciais de clientes que lhes foram confiadas. Isso pode levar a um declínio no moral dos funcionários e a uma diminuição na produtividade.
  • Questões legais para funcionários: Em alguns casos, os funcionários podem ser pessoalmente responsabilizados por vazamentos de dados causados ​​por negligência ou ações intencionais.

Qual é a diferença entre violação de dados e derramamento de dados?

Os termos “ violação de dados ” e “derramamento de dados” são frequentemente usados ​​de forma intercambiável, mas há uma diferença sutil.

Uma violação de dados refere-se a um incidente de segurança em que ocorre acesso não autorizado aos dados. Os hackers podem explorar ativamente vulnerabilidades do sistema ou táticas de engenharia social para roubar dados.

Por outro lado, o vazamento de dados concentra-se na movimentação descontrolada de dados, independentemente de ser intencional ou acidental. Os dados podem não ser necessariamente roubados, mas acabam em um local não autorizado devido a erro humano, negligência ou vulnerabilidades do sistema.

Embora as violações de dados muitas vezes levem ao derramamento, o derramamento também pode ocorrer sem violação. Por exemplo, o envio acidental de dados confidenciais para o destinatário errado seria considerado um derramamento, e não uma violação.

Como prevenir o derramamento de dados em segurança cibernética?

Felizmente, existem diversas medidas que as organizações podem implementar para reduzir significativamente o risco de vazamento de dados. Aqui estão algumas estratégias principais:

  1. Classificação de dados e controle de acesso:
  • Classificar Dados: O primeiro passo é identificar e classificar os dados sensíveis de acordo com seu nível de confidencialidade. Isso ajuda a priorizar medidas de segurança e restringir o acesso com base na confidencialidade das informações.
  • Implemente controles de acesso: defina políticas claras de controle de acesso que determinam quem pode acessar tipos de dados específicos. Aplique protocolos de autenticação fortes, como autenticação multifator, para evitar acesso não autorizado.
  • Minimize privilégios: siga o princípio do menor privilégio, concedendo aos usuários apenas o nível mínimo de acesso necessário para sua função de trabalho. Isso limita o dano potencial se as credenciais forem comprometidas.
  1. Treinamento e conscientização dos funcionários:
  • Programas de conscientização sobre segurança: treine regularmente os funcionários sobre as melhores práticas de segurança de dados. Eduque-os sobre riscos comuns de derramamento, golpes de phishing e como lidar com dados confidenciais de maneira responsável.
  • Simulações de phishing: realize ataques de phishing simulados para testar o estado de alerta e a preparação dos funcionários. Isto ajuda a identificar lacunas de conhecimento e a melhorar a consciência geral.
  • Incentive a denúncia: crie uma cultura onde os funcionários se sintam confortáveis ​​em relatar suspeitas de incidentes de derramamento sem medo de represálias.
  1. Salvaguardas Técnicas:
  • Prevenção contra perda de dados (DLP): implemente soluções DLP que monitoram e filtram a movimentação de dados na rede. Os sistemas DLP podem identificar e impedir que dados confidenciais sejam transmitidos acidentalmente fora dos canais autorizados.
  • Criptografia: criptografe dados confidenciais em repouso e em trânsito. A criptografia torna os dados ilegíveis mesmo se interceptados, reduzindo significativamente o risco de exploração em caso de vazamento.
  • Gerenciamento regular de patches: mantenha um processo rigoroso de gerenciamento de patches para resolver prontamente as vulnerabilidades de software. Software desatualizado representa um risco significativo à segurança e pode criar caminhos para acesso não autorizado e vazamento de dados.
  1. Medidas de segurança física:
  • Estações de trabalho seguras: implemente medidas de segurança física para proteger os dados nas estações de trabalho. Isto pode incluir o bloqueio de dispositivos não utilizados, a exigência de senhas fortes e a implementação de criptografia de dados em laptops e dispositivos móveis.
  • Segurança do data center: proteja os data centers com sistemas de controle de acesso, vigilância por vídeo e controles ambientais para evitar acesso físico não autorizado e roubo de dados.
  1. Plano de Resposta a Incidentes:
  • Desenvolva um plano: crie um plano abrangente de resposta a incidentes descrevendo as etapas a serem seguidas em caso de incidente de vazamento de dados. Este plano deve definir funções e responsabilidades, protocolos de comunicação e procedimentos de recuperação de dados.
  • Testes Regulares: Teste e atualize regularmente o plano de resposta a incidentes para garantir sua eficácia. Realize exercícios de simulação para identificar lacunas e garantir uma execução tranquila durante um evento real.
  1. Gestão de riscos de terceiros:
  • Verificando fornecedores: examine minuciosamente os fornecedores terceirizados antes de conceder-lhes acesso a dados confidenciais. Certifique-se de que eles tenham políticas e práticas de segurança robustas para mitigar os riscos de derramamento.
  • Obrigações Contratuais: Incluir cláusulas de segurança de dados em contratos com fornecedores terceirizados. Estas cláusulas devem descrever procedimentos de tratamento de dados, requisitos de notificação de violação e possíveis penalidades por vazamento de dados.

Principais conclusões

  • O derramamento de dados é o movimento descontrolado de dados confidenciais. Pode ter consequências graves para as empresas, incluindo perdas financeiras, danos à reputação e violações regulamentares.
  • Embora o erro humano seja uma das principais causas de derramamento, violações de dados, vulnerabilidades de sistema e falhas de segurança física também podem contribuir para o problema.
  • As organizações podem reduzir significativamente o risco de derramamento implementando uma abordagem em camadas que inclua classificação de dados, controles de acesso, treinamento de funcionários, proteções técnicas e um plano robusto de resposta a incidentes.
  • Priorizar a segurança dos dados, promover a conscientização dos funcionários e a adaptação constante às ameaças em evolução são cruciais para construir uma defesa forte contra o vazamento de dados.

Perguntas frequentes

1. O que é um derramamento cibernético?

Um derramamento cibernético refere-se à liberação, transferência ou exposição não autorizada de informações confidenciais ou confidenciais em um sistema, rede ou ambiente onde tais informações não estão autorizadas a residir.

2. Como a segurança cibernética pode evitar derramamentos?

A segurança cibernética pode evitar vazamentos por meio de diversas medidas, como implementação de controles de acesso, criptografia, soluções de prevenção contra perda de dados (DLP), segmentação de rede e realização regular de auditorias e treinamentos de segurança.

3. Qual é um exemplo de derramamento?

Um exemplo de vazamento poderia ser um funcionário enviar acidentalmente um e-mail contendo informações confidenciais de clientes para um destinatário incorreto fora da organização, expondo assim as informações a indivíduos não autorizados.

4. Quem é responsável pelo derramamento?

A responsabilidade pelo derramamento muitas vezes recai sobre o indivíduo ou entidade que possui ou gerencia a informação ou sistema onde ocorreu o derramamento. Pode ser um funcionário, um contratado ou a própria organização.

5. O que você faz se ocorrer derramamento?

Se ocorrer derramamento, devem ser tomadas medidas imediatas para conter e mitigar o impacto. Isto pode incluir isolar os sistemas afetados, notificar as partes relevantes, conduzir uma investigação completa para determinar a causa e implementar medidas para prevenir ocorrências futuras.

Fonte: The Cyber Express

Veja também:

Sobre mindsecblog 2488 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Privacidade de dados: como se proteger nas redes sociais e no trabalho remoto?
  2. Gestão de riscos: qual a importância e como melhorá-la ?

Deixe sua opinião!