DIA DO CLIENTE: saiba como se proteger de golpes nessa data

DIA DO CLIENTE: saiba como se proteger de golpes nessa data. Perito em crimes digitais destaca a importância proteção no ambiente digital.

No Dia do Cliente, celebrado em 15 de setembro, uma preocupação crescente paira sobre o Brasil: os ataques virtuais – uma ameaça que afeta diretamente os usuários do comércio digital. Dados recentes revelam um aumento alarmante de 19% no número de ataques durante o segundo semestre de 2022, superando a média global de 13%. Esse aumento representa quase 40% de todas as invasões registradas na América Latina, consolidando o Brasil como o principal alvo de ciberataques na região. Essa realidade persiste há quase uma década, conforme destacado pela Netscout, empresa global em soluções de cibersegurança.

Para o perito em crime digital, Wanderson Castilho, a segurança cibernética é uma responsabilidade compartilhada entre empresas e consumidores. “Conhecendo as melhores práticas e adotando medidas de segurança, podemos proteger nossas informações pessoais e garantir uma experiência mais segura no ambiente online” – resume e complementa “De dez pessoas que conhecem como os cibercriminosos agem, apenas oito caem em seus golpes. Por isso, a educação digital é tão importante”, diz.

Ainda de acordo com o especialista, os ataques virtuais estão em constante evolução, impulsionados por hackers que buscam incessantemente novas formas de aplicar fraudes.

Para ajudá-los, conversamos com Castilho, que oferece seis dicas importantes para manter sua segurança no ambiente digital. Veja:

Mantenha software e dispositivos atualizados: Certifique-se de que seus dispositivos, sistemas operacionais e aplicativos estejam sempre atualizados com as últimas correções de segurança. Atualizações frequentes corrigem vulnerabilidades conhecidas.

Utilize senhas fortes e únicas: Crie senhas complexas, contendo letras maiúsculas, minúsculas, números e símbolos, para cada conta online. Evite reutilizar senhas e considere o uso de um gerenciador de senhas para maior segurança.

Verifique a autenticidade do site: Antes de realizar uma compra, assegure-se de que o site seja legítimo. Procure por “https://” no início do URL e um cadeado na barra de endereços, indicativos de uma conexão segura.

Evite Wi-Fi público para transações financeiras: Não realize compras online em redes Wi-Fi públicas, pois elas são menos seguras. Prefira uma conexão segura e privada, como a de sua casa.

Cuidado com e-mails suspeitos: Esteja alerta a e-mails ou mensagens que solicitem informações pessoais ou financeiras. Não clique em links ou faça download de anexos de fontes desconhecidas.

Cuidado com as promoções exageradas: Castilho explica que os cibercriminosos utilizam diversas táticas para atrair consumidores, sendo as mais comuns o apelo emocional, os descontos irresistíveis e a criação de uma urgência fictícia. Por isso, é sempre recomendável desconfiar de preços que destoam significativamente dos valores de mercado e de ofertas acompanhadas de frases do tipo ‘Corra! Apenas duas unidades em estoque – Para ele, essa estratégia de criar uma ilusão de escassez induz o consumidor a sentir um medo de perder a oportunidade, levando-o a efetuar a compra sem considerar os possíveis riscos.

Por fim, o especialista ressalta, “a sensação de ser enganado não compensa nenhum desconto. E na dúvida, recomendo a técnica dos 3P: Pare, pense e pesquise”

Saiba mais sobre Wanderson Castilho: Com mais de 5 mil casos resolvidos, o perito cibernético e físico, utiliza estratégias de detecção de mentiras e raciocínio lógico para interpretar os algoritmos dos crimes digitais. Autor de quatro livros importantes no segmento e há 30 anos no mercado, Wanderson Castilho refaz os passos dos criminosos virtuais para desvendar a metodologia empregada no crime digital. Certificado pelo Instituto de Treinamento de Analise de Comportamento (BATI) da Califórnia, responsável por treinar mais de 30 mil agentes policiais, entre eles profissionais do FBI, CIA e NSA ). Também possui certificados em Certified Computing Professional – CCP – Mastery, Expert in Digital Forensics, é membro da ACFE (Association of Certified Fraud Examiners ). E sua recente certificação como Especialista em investigação de criptomoedas pelo Blockchain Intelligence Group, ferramenta usada pelo FBI, o coloca hoje em um patamar de um dos maiores profissionais em crimes digitais do mundo sendo um dos especialistas mais cotados para resolver crimes cibernéticos

Veja também:

Sobre mindsecblog 2421 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

1 Trackback / Pingback

  1. Netskope reúne especialistas para impulsionar a presença de mulheres na TI | Minuto da Segurança da Informação

Deixe sua opinião!