Câmera escondida monitora família hospedada pelo Airbnb

Câmera escondida monitora família hospedada pelo Airbnb. Uma família hospedada em uma locadora da Airbnb na Irlanda fez uma descoberta inquietante quando descobriu que sua unidade tinha uma câmera escondida transmitindo sua estadia.

Nealie e Andrew Barker, de Auckland, estavam no meio de uma viagem de 14 meses pela Europa quando chegaram à propriedade da Airbnb com seus quatro filhos e sobrinha.
Depois que a família desfez as malas, Andrew Barker, que trabalha em segurança de TI, examinou a rede Wi-Fi da casa.

O scan revelou uma câmera e, posteriormente, um feed ao vivo. Do ângulo do vídeo, a família rastreou a câmera, escondida no que parecia ser um alarme de fumaça ou detector de monóxido de carbono.

Foi um choque tão grande. Foi uma sensação realmente horrível“, disse Nealie Barker à CNN.

Ela ligou para o Airbnb para relatar a câmera. “Eles não tinham nenhum conselho para nós pelo telefone“, disse ela. “A garota disse que se você cancelar com menos de 14 dias, não receberá seu dinheiro de volta.

Em seguida, Andrew Barker ligou para o dono da propriedade. Quando confrontado com a descoberta da família, Nealie Barker disse, o anfitrião desligou. Mais tarde, ele ligou de volta, insistindo que a câmera na sala de estar era a única da casa.

Não nos sentimos aliviados com isso“, disse ela, acrescentando que o anfitrião se recusou a confirmar se ele estava gravando a transmissão ao vivo ou capturando áudio.

A família se mudou para um hotel próximo e ligou para o Airbnb no dia seguinte. “Eles ainda não pareciam entender a gravidade da questão. Eles estavam tratando como uma reserva cancelada“, disse Nealie Barker. Por fim, a equipe de segurança do Airbnb prometeu realizar uma investigação e suspendeu temporariamente o locatário em sua listagem.

Só depois que ela postou sobre o incidente no Facebook e saiu nos noticiários locais da Nova Zelândia, onde relatou sua experiência, soube que o anfitrião estava permanentemente banido, disse ela.

Sua investigação ‘minuciosa’ (do Airbnb), que não incluiu qualquer acompanhamento conosco, exonerou o anfitrião, e nenhuma explicação fornecida. O relatório (com câmera escondida não mencionada) ainda está no Airbnb.

Em um comunicado, o Airbnb disse à CNN: “A segurança e privacidade de nossa comunidade – tanto online quanto offline – é nossa prioridade. As políticas do Airbnb proíbem câmeras escondidas e nós levamos relatos de qualquer violação extremamente a sério. Nós removemos permanentemente esse ator ruim da nossa plataforma “.

Nosso tratamento original deste incidente não atendeu aos altos padrões que estabelecemos para nós mesmos, e pedimos desculpas à família e reembolsamos totalmente a estadia deles. Houve mais de meio bilhão de chegadas de hóspedes nas listagens da Airbnb até hoje e os incidentes negativos são incrivelmente raro.

Aoife Mullen, gerente de comunicações da Comissão de Proteção de Dados da Irlanda, disse à CNN que a comissão estava “ciente da questão“, acrescentando que “nós estaremos buscando mais informações da Airbnb sobre o assunto“.

Fonte: The Register & CNN

Veja também:

Sobre mindsecblog 1767 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

4 Trackbacks / Pingbacks

  1. Vulnerabilidade permite alterar o resultado de uma Tomografia Computadorizada
  2. Microsoft informa usuários sobre violação que afetou o Outlook
  3. Mulheres ganham espaço em Cybersecurity - Minuto da Segurança da Informação
  4. 60 Milhões registros do LinkedIn "aparecem" e "desaparecem" na Web

Deixe sua opinião!