Brasil é principal alvo de ataques cibernéticos da América Latina

Brasil é principal alvo de ataques cibernéticos da América Latina. Relatório aponta que os principais setores-alvos foram telecomunicação e servidores de processamento de dados

Relatório “Global DDoS Threat Intelligence” aponta que os principais setores-alvos foram as operações de telecomunicação sem fio (33.593) telecomunicação com fio (10.050) e servidores de processamento de dados (7.584)

A mais nova versão do Relatório de Inteligência de Ameaças DDoS da NETSCOUT SYSTEM, empresa lider global em soluções de cibersegurança, referente ao 2º semestre de 2022, no qual analisa o impacto dos ciberataques em diversas instituições do mundo todo, aponta crescimento de 19% em relação ao número de ataques cibernéticos do primeiro semestre do mesmo ano na América Latina. O Brasil segue como o maior alvo das organizações criminosas, encabeçando o ranking de ataques DDoS sofridos com 285.529 (39.23% dos 727. 686 de toda a região).

Com uma duração média de 16 minutos e força máxima de 288.16GB por segundo, os principais alvos dos cibercriminosos são as instituições de telecomunicação sem fio (33.593) e telecomunicação com fio (10.050) brasileiras. Outros setores como servidores de processamento de dados (7.584), agências e corretoras de seguros (7.078) e empresas locais de transporte de cargas (2.007) também atraem a atenção dos grupos criminosos.

Na região LATAM, 49% das invasões duraram de 5 a 15 minutos, com foco principalmente na telecomunicação sem fio (48.420), com fio (41.969) e servidores de processamento de dados (11.310). Globalmente, os ataques aumentaram 13% em relação ao primeiro semestre de 2022, atingindo o marco de 6.797.959, com os países do EMEA (Europa, Oriente-Médio e África) sendo alvo de 2.102.844 das ações intrusivas.

O setor de segurança nacional dos EUA experimentou um aumento maciço de 16,815% nos ataques relacionados ao grupo pró-Rússia Killnet, incluindo um pico após as observações públicas do Presidente Biden na Cúpula do G7 e outro pico no mesmo dia em que os presidentes francês e americano reafirmaram seu apoio à Ucrânia.

A visibilidade e os insights compilados a partir dos dados de ataques globais representados no Relatório de Inteligência de Ameaças DDoS, e vistos no portal NETSCOUT Threat Horizon , alimentam o ATLAS Intelligence Feed (AIF). Além disso, a AIF arma continuamente a carteira de segurança da NETSCOUT permitindo que ela detecte, adapte-se e bloqueie automaticamente a atividade de ameaças para empresas e prestadores de serviços em todo o mundo.

Visite o site interativo para mais informações sobre o relatório semestral DDoS Threat Intelligence Report da NETSCOUT. 

Veja também:

Sobre mindsecblog 2421 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

7 Trackbacks / Pingbacks

  1. Cisco lança solução para detectar rapidamente ameaças cibernéticas | Minuto da Segurança da Informação
  2. Sorria, você está sendo monitorado! | Minuto da Segurança da Informação
  3. Check Point sinaliza aumento acentuado de ciberataques a dispositivos IoT | Minuto da Segurança da Informação
  4. Cisco revela que apenas 26% das empresas no Brasil estão prontas para se defender | Minuto da Segurança da Informação
  5. Descubra quais são os pontos cegos do MFA | Minuto da Segurança da Informação
  6. Selfie é modelo de autenticação mais utilizado em 2022, aponta levantamento da D4Sign | Minuto da Segurança da Informação
  7. Cinco ações para consolidar a segurança na nuvem e reduzir custos | Minuto da Segurança da Informação

Deixe sua opinião!