Tentativas de golpes na Black Friday cria alerta para as compras de Natal

Tentativas de golpes na Black Friday cria alerta para as compras de Natal. Plataforma Site Confiável identificou mais de 7000 links suspeitos na Black Friday

Com a pior Black Friday da história, varejo deve abrir “a mão” e intensificar estratégias de descontos para recuperar resultados, o que sinaliza mais uma oportunidade para o consumidor economizar ainda em 2022. Segundo dados da Confi Neotrust e ClearSale, a Black Friday 2022 registrou uma queda de 23% no volume de vendas com relação ao ano anterior.

Por outro lado, cresce também o número de golpes virtuais, criando  um alerta especial para o consumidor nessa época do ano, que deve redobrar os cuidados para não cair em golpes. Um levantamento realizado pela plataforma Site Confiável durante a Black Friday, entre os dias 24 a 26 de novembro, monitorou 40.141 buscas de consumidores que buscaram por 10.706 sites únicos. Desse total, 7485 sites foram considerados suspeitos pela plataforma, se destacando sites clonados onde páginas falsas tentam se passar por lojas populares e confiáveis para aplicarem golpes, e também sites com promessas de ganhos fáceis que aplicam golpes criando expectativa de ganhos fantasiosos a partir de investimentos.

Uma pesquisa feita pela Serasa no ano passado, mostrou que 6 em cada 10 consumidores já sofreram algum tipo de golpe financeiro. Fraudes na compra e venda de produtos, utilização indevida  de dados de cartões e uso criminoso do WhatsApp foram as irregularidades mais citadas. Neste ano, uma novidade pode agravar ainda mais esses números, que é a alta adesão e facilidade para pagamento através do pix.

Esses números reforçam a preocupação de mais de 86% dos brasileiros que dizem ter medo de serem vítimas de golpes, fraudes ou violação de dados pessoais, segundo pesquisa da Federação Brasileiros de Bancos (Febraban). Para Alessandro Fontes, do Site Confiável, a informação será a maior aliada dos consumidores para evitar prejuízos e comprar com segurança em sites confiáveis e seguros e aproveitou para listar 10 dicas e alertas que podem te salvar de uma enrrascada:

  1. Cuidado com sites clonados: antes de comprar, sempre verifique se está realmente comprando através da URL oficial da loja: muitos sites copiam o visual de lojas com o objetivo de confundir o usuário e levá-lo ao golpe. Então, olhe sempre na barra de endereço para saber se o site está realmente correto. Na dúvida, faça o inverso: acesse o site diretamente, usando buscadores, e pesquise pelo produto que você estava navegando.
  2. Reputação do site: principalmente se for uma loja que você nunca comprou, use sites como Reclame Aqui e Consumidor.gov.br para consultar a reputação da empresa; evite lojas ou sites de reputação ruim ou péssima.
  3. Tempo de registro: o Site Confiável mostra os dados de propriedade do domínio da empresa e também há quanto tempo ele foi registrado, evite comprar em sites com pouco tempo de vida. Não que uma empresa nova não possa ser confiável, mas certamente você não confiaria um grande valor a uma loja online com 2 meses de vida, não é mesmo? Para sua maior segurança, dê preferência a sites já tradicionais e antigos.
  4. Cuidado com preços muito atraentes: encontrou uma super promoção com preço exageradamente baixo? Cuidado. É comum que sites fraudulentos tentem atrair a atenção dos consumidores oferecendo produtos populares por preços impraticáveis. A exemplo de um Smartphone que custa cerca de R$ 10.000, aparecer em anúncios por aproximadamente R$ 3.000, é golpe.
  5. Caixas misteriosas ou caixas surpresas: você certamente já viu algum vídeo, onde uma pessoa diz ter comprado uma caixa, por um valor muito baixo, sem saber o que viria dentro, e que por “sorte” recebeu um iPhone e outros itens bem caros. Bom demais pra ser verdade, não é mesmo? Não acredite nisso.
  6. HTTPS ou SSL não é garantia de segurança: muito se ensina sobre o selo de segurança “https”, que serve para criptografar os seus dados durante uma transação, mas lembre-se que isso não é garantia de segurança. Hoje em dia  os sites falsos ou lojas fraudulentas também possuem esses protocolos;
  7. Se for comprar em um marketplace como OLXAliexpress ou Mercado Livre, jamais aceite negociar diretamente com a pessoa ou empresa. Verifique a reputação do vendedor, o tempo em que ele está na plataforma, a quantidade de vendas que ele já fez e pague utilizando o meio de pagamento disponível pela plataforma, pois elas garantem a intermediação entre as partes.
  8. Cuidado com os gatilhos mentais: os gatilhos mentais são peças-chave em ataques de engenharia social. Então se você recebeu uma mensagem que te deixou curioso, com senso de urgência, ou com uma percepção de vantagem exclusiva… pare, pense e pesquise sobre o site ou pergunte para amigos ou familiares que tenham familiaridade com compras online.
  9. Cartão de crédito é o meio de pagamento mais seguro: boleto bancário e pix são excelentes alternativas para conseguir um bom desconto à vista, mas também são mais arriscados, pois não possuem mecanismos para reversão do pagamento, caso seja identificado um golpe. Já os cartões, conseguem fazer o estorno do pagamento nesses casos.
  10. Evite compras em redes sociais, mesmo que seja uma recomendação de um influenciador que você segue e acompanha e até mesmo um link postado por um amigo, desconfie. O amigo pode ter tido a conta hackeada, e por confiar nele, você pode acabar comprando algo que não irá receber. Antes de decidir se vai comprar ou não, valide todos os critérios que mencionamos anteriormente.

Site Confiável (siteconfiavel.com.br) é uma plataforma de verificação de links gratuita, que ajuda consumidores a evitarem golpes e prejuízos na internet. Com apenas um clique e em poucos segundos, o consumidor sabe a reputação, popularidade, tempo de registro, possíveis vulnerabilidades de segurança e até se o site é clonado. Mais de 4 milhões de pessoas usaram a plataforma no último ano.

Veja também:

Sobre mindsecblog 1947 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

Seja o primeiro a comentar

Deixe sua opinião!