Quais ataques mais afetam as PMEs e como prevenir?

Quais ataques mais afetam as PMEs e como prevenir? De outubro de 2022 até outubro do ano de 2023, houve mais de 192 milhões de tentativas de ataques contra pequenas e médias empresas no Brasil – isso equivale a 365 ataques por minuto.

Ouvimos notícias sobre ataques cibernéticos quase todos os dias, afetando milhões de empresas e bilhões de pessoas em todo o mundo. Não só causa danos financeiros, mas também afecta gravemente a reputação das empresas e pode até enfrentar consequências legais de uma violação de dados.

Os números, divulgados no Panorama de Ameaças contra PMEs elaborado pela Kaspersky apontam a dificuldade que esse segmento de empresas tem em manter a segurança. Infelizmente, a notícia é que isso só tende a piorar.

Pela primeira vez em 2023, a segurança da informação foi listada entre os principais riscos globais no Relatório Global de Riscos do Fórum Econômico Mundial, ocupando a 8ª posição em ambos os rankings.

O risco de ataques cibernéticos não se limita às grandes corporações. Estatísticas recentes indicam claramente um aumento significativo nos casos de crimes cibernéticos entre as pequenas empresas. Isto deve-se em grande parte à falta de conhecimentos especializados, com menos atenção e investimento na segurança cibernética.

Empresas são um alvo muito atrativo para criminosos, principalmente as de pequeno e médio porte, pois são mais lucrativas – já que movimentam mais dinheiro em comparação a uma pessoa física, e adotam menos mecanismos de segurança, em comparação a uma grande empresa. Isso acontece, claro, pela visão errada de que segurança não é um investimento, e sim um gasto. Se essa barreira ainda é difícil de ser quebrada em organizações de maior porte, pequenos e médios empreendedores não veem na segurança qualquer benefício direto para o negócio. Pressionados por margem, optam por correr riscos, ou por soluções que não garantem a proteção para as ameaças atuais.

Os 14 tipos mais comuns de ataques cibernéticos

Aqui está a lista dos tipos de ataques cibernéticos mais comuns:

  1. Malware Vírus de macro, infectores de arquivos, infectores de sistema ou de registro de inicialização, vírus polimórficos, vírus furtivos, bombas lógicas, worms, droppers, ransomware, adware, spyware, cavalos de Tróia, ataque drive-by. Malware é qualquer software projetado intencionalmente para causar danos a um computador, servidor, cliente ou rede de computadores.
  2. Phishing Ataques de Spear Phishing e Ataque de Phishing de Baleia. Phishing é a tentativa fraudulenta de obter informações ou dados confidenciais, como nomes de usuário, senhas, números de cartão de crédito ou outros detalhes confidenciais, fazendo-se passar por uma pessoa confiável.
  3. Cryptojacking O malware Cryptojacking é um malware que infecta computadores para usá-los na mineração de criptomoedas, geralmente sem o conhecimento dos usuários.
  4. Injeção de SQL de ataques na Web , Cross Site Scripting (XSS). Ataques a aplicativos voltados para a web. 
  5. Sequestro de sessão Man In The Middle (MitM) , falsificação de IP, repetição. Um perpetrador se posiciona em uma comunicação entre um usuário e uma aplicação.
  6. Negação de serviço (DoS) / Negação de serviço distribuída (DDoS) Ataque de inundação TCP SYN, ataque Teardrop, ataque Smurf, ataque Ping of death, Botnets. Uma tentativa de inundar o computador ou recurso alvo com solicitações supérfluas na tentativa de sobrecarregar os sistemas.
  7. Ataques baseados em IoT Muitas redes contêm dispositivos conectados à Internet que podem ser comprometidos para obter acesso a uma rede ou recurso de computador.
  8. Exploração de dia zero Um ataque cibernético que ocorre no mesmo dia em que uma fraqueza é descoberta no software. Nesse ponto, ele é explorado antes que uma correção seja disponibilizada por seu criador.
  9. Ataques alimentados por IA O aprendizado de máquina pode encontrar a estratégia ideal de ataque cibernético analisando todos os possíveis vetores de ataque.
  10. Tunelamento DNS Transmite informações através do protocolo que resolve URLs de rede e direciona você para o destino incorreto.
  11. Ataque de força bruta de senha, ataques de rede de dicionário. Um terceiro tentando obter acesso aos seus sistemas quebrando a senha de um usuário.
  12. Ataque de aniversário Um método para quebrar um algoritmo criptográfico.
  13. Escuta Escuta passiva, Escuta ativa. O invasor simplesmente escuta mensagens trocadas por duas entidades .
  14. Business Email Compromise (BEC) Uma exploração na qual um invasor obtém acesso a uma conta de email comercial e imita a identidade do proprietário, a fim de fraudar a empresa e seus funcionários, clientes ou parceiros.

Como prevenir ataques cibernéticos às empresas?

Toda empresa deseja garantir que estará protegida contra ataques cibernéticos o tempo todo. Aqui estão 7 maneiras simples de proteger sua empresa contra ataques cibernéticos em 2021.

  1. Atualizações de software e hardware
    Você mantém todos os softwares de negócios ou softwares de dispositivos de TI atualizados, independentemente de estarem sendo utilizados por sua empresa ou funcionários? Caso contrário, esta é a primeira coisa que você precisa fazer e garantir que todos estejam atualizados para a versão mais recente. Não use softwares piratas, aplicativos baixados de fontes desconhecidas ou softwares que não recebem atualizações há algum tempo. Verifique se há patches de segurança ou atualizações de software quinzenalmente.
  2. Criptografia de dados e backups
    Garanta que todos os seus dados comerciais importantes, como dados de funcionários, dados de clientes, pedidos de compra, faturas, contratos, dados financeiros, modelos de documentos, arquivos de senha, etc., sejam criptografados antes de fazer backup com segurança em intervalos regulares. É recomendado usar backups offline junto com backups na nuvem para evitar o pior cenário e garantir que seus negócios críticos não sejam perdidos.
  3. Habilitar autenticação de dois ou vários fatores
    Uma das melhores maneiras de prevenir ataques cibernéticos é habilitar a autenticação de dois ou vários fatores em todas as contas de software/usuário, pois o login por senha não é seguro e pode ser facilmente comprometido. Isso ajudará a garantir que qualquer pessoa não autorizada não tenha acesso aos seus sistemas.
  4. Treine seus funcionários
    É muito importante fornecer treinamento de nível básico em segurança cibernética em intervalos regulares para todos os seus funcionários, para que eles identifiquem e-mails ou chamadas suspeitas, truques e técnicas que os hackers podem usar para roubar acesso ou dados confidenciais, bem como como eles podem proteger desses ataques.
  5. Instale software antivírus e firewall
    Certifique-se de que todos os dispositivos tenham um software antivírus licenciado instalado, atualizado com a versão mais recente e ativo. Além disso, um firewall também está instalado em roteadores e servidores.
  6. Prepare um plano de recuperação de desastres
    Ter um plano de recuperação de desastres orientado para a ação permitirá que você tome medidas imediatas para proteger seus negócios em caso de ataques cibernéticos em um futuro próximo. Deve mencionar claramente todos os itens a serem monitorados, como escalar e comunicar de forma eficaz com o pessoal designado, caso ocorra algum incidente imprevisto, juntamente com as medidas imediatas a serem tomadas para anular ou reduzir o impacto.
  7. Auditorias regulares de segurança cibernética
    Realize auditorias de segurança cibernética em intervalos regulares para examinar e acessar toda a infraestrutura de TI da sua organização. Isso ajudará a identificar vulnerabilidades/fraquezas de seus sistemas de TI, verificar seus controles de segurança, verificações de conformidade, etc.
Por: Kleber Melo - CEO MindSec
Referência: Techresults 

Veja também:

Sobre mindsecblog 2513 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

1 Trackback / Pingback

  1. Bug crítico do MSMQ RCE abre servidores Microsoft

Deixe sua opinião!