Explorando as profundezas da internet: Diferenciando Deep Web e Dark Web 

Explorando as profundezas da internet: Diferenciando Deep Web e Dark Web . Parte significativa da Internet dela permanece escondida dos motores de busca tradicionais.

A internet é um vasto oceano de informações, mas uma parte significativa dela permanece escondida dos motores de busca tradicionais. No entanto, a confusão entre os conceitos de deep web e dark web se tornou generalizada ao longo dos anos. Afinal, quais são as diferenças entre esses dois conceitos? Qual foi o contexto histórico que contribuiu para essa confusão? Que fatores que tornaram a distinção entre eles menos clara?

Basicamente, a confusão entre os conceitos se generalizou devido a vários fatores interconectados que se desenrolaram ao longo do tempo como sensacionalismo da mídia, falta de compreensão, uso do navegador tor, além da terminologia similar. Por isso, vamos definir cada conceito:

Deep Web 

A deep web, ou “web profunda”, refere-se à parte da internet que não é acessível através de motores de busca convencionais, como o Google ou o Bing. Esta vasta porção da internet engloba informações e conteúdo online que não é indexado, tornando-se inacessível por meios convencionais. Algumas de suas principais características incluem:

  • Conteúdo não indexado: A deep web consiste em páginas da web não indexadas por motores de busca, como bancos de dados privados, e-mails, conteúdo protegido por senhas, entre outros.
  • Acesso restrito: Muitas áreas da deep web estão protegidas por senhas ou requisitam autorizações específicas para serem acessadas.
  • Propósito legítimo: A maior parte da deep web abriga informações legítimas e legalmente acessíveis, como bancos de dados científicos, intranets corporativas, contas de e-mail privadas, internet banking, planos de saúde, etc.

Dark Web 

Em contraste, a dark web, ou “web obscura”, é uma parte ainda menor e mais restrita da internet que requer ferramentas específicas, como o navegador Tor, para ser acessada. A dark web é notória por ser um espaço onde atividades ilegais podem ocorrer, e aqui estão algumas de suas características distintivas:

  • Atividades ilegais: Dados de agências de aplicação da lei e organizações de segurança cibernética revelam que a dark web é frequentemente utilizada para atividades ilegais, incluindo a venda de drogas, armas de fogo, informações pessoais roubadas e ferramentas de hacking.
  • Comunidades criminosas: A dark web abriga comunidades de cibercriminosos que compartilham conhecimentos e táticas, facilitando a disseminação de atividades prejudiciais.
  • Falta de regulamentação: A falta de regulamentação na dark web cria um ambiente propício para a impunidade, tornando-a um terreno fértil para criminosos.

A confusão entre estes conceitos destacou a necessidade de uma educação mais ampla e uma compreensão mais precisa do funcionamento da internet oculta. Embora a dark web seja frequentemente vista como mais perigosa devido às atividades criminosas prevalentes, é fundamental lembrar que nem tudo o que ocorre na dark web é ilegal, e muitas pessoas a utilizam para fins legítimos, como proteger sua privacidade em regiões onde a liberdade de expressão é limitada. A distinção entre a deep web e a dark web é essencial para uma compreensão mais clara da paisagem da internet atual.

Por: Caíque Barqueta, especialista em inteligência de ameaças da ISH Tecnologia 

Veja também:

Sobre mindsecblog 2521 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

1 Trackback / Pingback

  1. Educação é o setor com mais credenciais vazadas em 2023 | Minuto da Segurança da Informação

Deixe sua opinião!