Ataques a gamers chegam a quase 6 milhões em 12 meses

Ataques a gamers chegam a quase 6 milhões em 12 meses, expectativa é de um crescimento ainda maior segundo a Kaspersky.

Com a nova realidade de isolamento social imposta pela pandemia da Covid-19, a indústria de jogos eletrônicos apresenta, desde 2020, um elevado índice de crescimento, segundo dados do relatório da Kaspersky Security Network. E, mesmo com a volta à normalidade, a expectativa é de um crescimento ainda maior. De acordo com o relatório, estima-se que ela irá faturar 175,8 bilhões de dólares em 2021.

Mas é importante considerar que, com o rápido crescimento da indústria de jogos, as ameaças relacionadas aos games também aumentam e não se limitam à web. São registrados diversos tipos de ataques, considerando as inúmeras plataformas que oferecem jogos, como computadores e dispositivos móveis.

As ferramentas de proteção da Kaspersky detectaram e impediram quase 6 milhões de ataques contra gamers em 12 meses

Ainda segundo o relatório da Kaspersky, foram detectados e impedidos mais de 5,8 milhões de ataques de malware e softwares indesejados, disfarçados de jogos populares para desktop, entre o terceiro trimestre de 2020 e o segundo trimestre de 2021.

No início deste ano, os pesquisadores da companhia examinaram a dinâmica dos ataques na web relacionados a jogos durante a pandemia e identificaram um aumento significativo nesse setor. O relatório constatou ameaças em PCs e dispositivos móveis, bem como vários esquemas de phishing que aproveitam jogos populares.

As ameaças eram, em sua maioria, malwares e softwares falsos

Para medir o nível de risco de segurança cibernética associado aos jogos, os pesquisadores investigaram vários tipos de ameaças, como malwares e softwares indesejados disfarçados de jogos populares para PC e smartphones.

Também foram analisados, com mais detalhes, algumas das variedades de malwares enviados e os perigos que representavam aos usuários. Além disso, também foram verificados no banco de dados da companhia campanhas de spam relacionadas a jogos e esquemas de phishing.

O número está relacionado ao distanciamento social

Como a quarentena foi rigorosamente cumprida no primeiro ano de pandemia, impondo o isolamento às pessoas, os usuários baixaram 30% mais jogos móveis por semana no primeiro trimestre de 2021 do que no quarto trimestre de 2019, atingindo mais de um bilhão de downloads semanais e dando um impulso significativo ao mercado móvel.

O relatório contém estatísticas de ataques a gamers e ameaças obtidas pela Kaspersky, fornecidos voluntariamente pelos clientes da empresa, e indicam com que frequência e quantos usuários encontraram ciberameaças relacionadas a jogos durante o período analisado. As estatísticas apresentadas são relacionadas à pandemia e cobrem o período de janeiro de 2020 a junho de 2021, associando esse aumento ao rápido crescimento do mercado de jogos eletrônicos durante o distanciamento social.

Os jogos para celular mostraram uma tendência bem diferente: o número de jogadores afetados cresceu 185% no início da pandemia

Semelhante à dinâmica das ciberameaças relacionadas a jogos de PC, o número de usuários e tentativas detectadas de infectar dispositivos móveis disparou com o início da pandemia, crescendo de 1.138 usuários em fevereiro de 2020 para 3.253 em março de 2020, representando 185%.

No entanto, ao contrário da situação de ameaças em desktops, o número de pessoas que tentaram baixar arquivos maliciosos e aplicativos indesejados, pensando que se tratava de um jogo para celular, atingiu seus níveis mais altos no terceiro trimestre, especificamente em agosto de 2020, resultando em um total de 42.664 detecções.

A pesquisa mostrou ainda que, no período de julho de 2020 a junho de 2021, 50.644 usuários tentaram baixar 10.488 arquivos únicos disfarçados desses jogos, gerando um total de 332.570 detecções. O Minecraft foi o disfarce de jogo mais utilizado pelos cibercriminosos para a distribuição de aplicativos indesejados, tanto para PC quanto smartphones.

O rápido crescimento nesse segmento se deve não só ao aumento dos jogos para celular, mas ao foco na interação social. Com 2,7 bilhões de jogadores em todo o planeta, o mundo virtual está oferecendo, além de uma oportunidade para relaxar, a possibilidade de se conectar com outras pessoas.

Cyberthreats para jogadores de PC

Para avaliar o cenário de ameaças relacionadas a jogos, a Kaspersky avaliou quatro listas dos dez jogos de PC mais jogados em plataformas online como Origin ou Steam e uma lista de jogos independentes de plataforma, e removeram duplicatas junto com títulos que são muito geral para filtrar ameaças específicas de um jogo em particular. Como resultado, acabaram com vinte e quatro jogos populares para PC.

TOP 24 PC games analizados neste reporte

1.         Apex Legends

2.         Battlefield V
3.         Chivalry 2
4.         Counter-Strike: Global Offensive
5.         Dota 2
6.         FIFA 21
7.         Fortnite
8.         Grand Theft Auto V
9.         Minecraft
10.       NBA 2K21
11.       Need for Speed Heat
12.       PLAYERUNKNOWN BATTLEGROUNDS (PUBG)  

13.       Rocket League
14.       Rogue Company
15.       Star Wars Battlefront
16.       Team Fortress 2
17.       The Sims 4
18.       Titanfall 2
19.       Unravel Two
20.       Valheim
21.       League of Legends
22.       Battlefield 1
23.       Warframe
24.       Tom Clancy’s Rainbow Six Siege

Usando os títulos dos jogos como palavras-chave e os executando na nossa telemetria da Kaspersky para determinar a escala de distribuição de arquivos maliciosos e softwares indesejados sob o disfarce desses jogos, bem como o número de usuários atacados por esses arquivos.

Ao longo do ano passado, de julho de 2020 a junho de 2021, 69.244 arquivos foram distribuídos sob os nomes de jogos populares, com 303.827 usuários encontrando esses arquivos globalmente. No total, as soluções da Kaspersky detectaram 5.846.032 ataques envolvendo esses arquivos durante o período do relatório.

Ao usar o número de usuários que involuntariamente tentaram baixar malware e software indesejado na esperança de se divertir jogando, também compilamos uma lista dos dez jogos mais populares usados ​​para encobrir malware e software indesejado. Os rankings se correlacionam amplamente com os de arquivos distribuídos e detecções associadas, com nove jogos entre os dez primeiros sendo os mesmos em todos os rankings.

O Minecraft ficou em primeiro lugar com 36.336 arquivos distribuídos afetando 184.887 usuários e resultando em 3.010.891 tentativas de infecções detectadas ao longo de julho de 2020 a junho de 2021. Outros jogos que afetaram o maior número de usuários foram The Sims 4, PUBG, Fortnite e Grand Theft Auto V. Notavelmente, o número de usuários únicos que tentaram baixar o Minecraft excedeu em mais de 40% o número de usuários afetados pelo resto dos dez melhores jogos combinados. Além disso, 250% mais arquivos foram disfarçados como Minecraft do que PUBG, o jogo que segue o Minecraft na distribuição de arquivos.

Essa popularidade esmagadora do Minecraft pode ser explicada pelo fato de haver várias versões e uma infinidade de mods: modificações que podem ser instaladas no topo do jogo principal para diversificar a jogabilidade. Mods são criados por usuários e não são oficiais, então eles fornecem um disfarce conveniente para cargas maliciosas ou softwares indesejados.

Os 10 principais jogos usados ​​como isca para distribuição de malware e software indesejado, por usuários atacados, de 1º de julho de 2020 a 30 de junho de 2021

 

Game 

Usuários afetados

1

Minecraft

184887

2

The Sims 4

43252

3

PUBG

26724

4

Fortnite

14702

5

Grand Theft Auto V

14261

6

Counter-Strike Global Offensive

13625

7

Rocket League

4631

8

League of Legends

4166

9

FIFA 21

3109

10

Need for Speed Heat

2069

Malware para jogos entregue em casa

A kaspersky também analisou a dinâmica da distribuição de ameaças cibernéticas relacionadas a jogos no último ano e meio para ver se a pandemia teve algum efeito.

No segundo trimestre de 2020, quando muitos países entraram em confinamento, o número de detecções de malware e software indesejado disfarçado de jogos de PC disparou, atingindo 2.481.915 e afetando 165.207 usuários em todo o mundo. No segundo trimestre de 2021, em comparação, o número de detecções foi de apenas 636.904 e o número de usuários afetados foi de 53.439, refletindo uma queda de 3,8 e três vezes, respectivamente. Isso sugere que, à medida que as medidas de bloqueio estavam sendo canceladas e as restrições em todo o mundo foram relaxadas no segundo trimestre de 2021, o número de usuários que procuravam jogos e mods para PC diminuiu significativamente.

Users attempting to download malicious or unwanted files disguised as games, by quarter, Q1 2020 – Q2 2021

Clique para ver o relatório completo

Conclusão e dicas para jogar com segurança

Os efeitos da pandemia na indústria de videogames foram bastante evidentes e levaram a um aumento nos ataques a usuários que jogam jogos para PC e mobile. Ao mesmo tempo, à medida que as coisas estão voltando ao normal, observamos duas tendências muito diferentes: enquanto os jogadores de PC estão se tornando menos propensos a serem atacados, os jogadores móveis continuam sendo um alvo muito atraente para os cibercriminosos, uma tendência que provavelmente seguirá o rápido crescimento da indústria móvel como um todo.

Embora a maioria das ameaças distribuídas aos jogadores sejam aplicativos indesejados, a parcela menor de malware contendo cepas particularmente perigosas requer atenção. Testemunhamos malware escondido sob o disfarce de jogos – e distribuído em campanhas coordenadas muito ativas que envolvem sites de phishing e warez. Além disso, os cibercriminosos continuam a investir na promoção de páginas de destino de malware e podem até chegar ao topo dos mecanismos de pesquisa populares.

O número de esquemas direcionados aos jogadores também está crescendo, e distinguir um esquema do real visualmente ainda é difícil para usuários regulares. Entrando na onda da corrida da plataforma online e dos torneios de jogos, os cibercriminosos conseguem tirar as suspeitas de si mesmos e induzir os usuários a fornecer seus dados. No geral, a busca por credenciais de jogo e brindes no jogo continua. Em uma situação como essa, a melhor maneira de os usuários se protegerem é permanecer vigilantes e empregar tecnologia confiável que possa ajudar a detectar uma ameaça quando o julgamento humano falhar.

Para se manter seguro durante o jogo, a Kaspersky recomenda:

  • Sempre que possível, proteja suas contas com autenticação de dois fatores. Para outros casos, vasculhe as configurações da conta.
  • Use senhas fortes – e uma única para cada conta. Dessa forma, mesmo que uma de suas contas seja roubada, o resto não irá com ela.
  • Uma solução de segurança forte e confiável será de grande ajuda para você, especialmente se não deixar seu computador lento enquanto você estiver jogando, mas ao mesmo tempo proteger você de todas as possíveis ameaças cibernéticas.
  • É mais seguro baixar seus jogos apenas de lojas oficiais como Steam, Apple App Store, Google Play ou Amazon Appstore. Os jogos desses mercados não são 100% seguros, mas pelo menos são verificados pelos representantes das lojas e existe algum tipo de sistema de triagem: nem todos os aplicativos podem entrar nessas lojas.
  • Se você deseja comprar um jogo que não está disponível nas principais lojas, compre-o apenas no site oficial. Verifique o URL do site e certifique-se de que é autêntico.
  • Tente evitar comprar a primeira coisa que aparecer. Mesmo durante a liquidação de verão do Steam, antes de desembolsar a grana para um título pouco conhecido, pelo menos leia algumas críticas. Se algo é suspeito, outras pessoas provavelmente descobrirão.
  • Cuidado com campanhas de phishing e jogadores desconhecidos. Não abra links recebidos por e-mail ou em um bate-papo do jogo, a menos que você confie no remetente. Não abra arquivos que você recebe de estranhos.
  • Verifique cuidadosamente o endereço de qualquer recurso que solicite que você insira seu nome de usuário e senha: a página pode ser falsa.
  • Não baixe software pirata ou qualquer outro conteúdo ilegal, mesmo se você for redirecionado para ele de um site legítimo.
  • Atualize seu sistema operacional e aplicativos importantes à medida que as atualizações estiverem disponíveis. Muitos problemas de segurança podem ser resolvidos com a instalação de versões atualizadas do software.
  • Não abra sites questionáveis ​​quando estes forem oferecidos nos resultados de pesquisa e não instale nada que venha deles.
  • Use uma solução de segurança robusta para se proteger contra software malicioso e sua atividade em dispositivos móveis.

Fonte: Esy & Kaspersky 

Veja também:

Sobre mindsecblog 1772 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

Seja o primeiro a comentar

Deixe sua opinião!