Os celulares da mira da Anatel

Anatel promete bloquear celulares roubados ou que não possuam registro no Brasil

Os celulares da mira da Anatel. Você já deve ter visto em regiões de comércio eletrônico popular a oferta de “celulares genéricos”, muito parecidos com os celulares de marcas conhecidas, mas com preços muito mais baixos.

Essa sempre foi uma opção ofertada pelo “mercado paralelo” da telefonia móvel…..mas essa opção pode estar com os dias contados.

A ANATEL – Agência Nacional de Telecomunicações está à caça desses celulares e promete retirá-los de circulação nos próximos 75 dias. 

Quando um aparelho vai entrar em circulação no Brasil, ele tem que ser homologado pela ANATEL. Essa homologação é obtida após a realização de uma série de testes, que atestam a qualidade do aparelho: potência irradiada, qualidade dos componentes, áudio e funções digitais. Isso faz com que este aparelho fique dentro dos parâmetros de segurança para a utilização cotidiana.

Mas os celulares genéricos não passam por esse processo. Por isso, não se tem informação sobre os potenciais riscos que esse equipamento pode trazer para os usuários finais. Além disso, muitos dos aparelhos entram no Brasil por contrabando, não pagando impostos e tendo, muitas vezes, ligação com o crime organizado.

A ANATEL pretende fazer com que estes aparelhos não possam mais operar no Brasil. Para que isso seja possível, ocorrerá uma ação em conjunto entre fabricantes, operadoras de telefonia e a própria ANATEL. Desta forma, um cadastro positivo de aparelhos está sendo criada, para validar cada aparelho em operação no Brasil.

Todo celular possui um identificador único, conhecido por IMEI (International Mobile Equipment Identity). Essa numeração é marcada no próprio aparelho e é divulgada quando ele é ligado na rede celular. Cada fabricante possui um range de IMEIs e isso é uma garantia de que aquele aparelho é válido e de um fabricante conhecido.

Os celulares piratas também possuem IMEIs. Como eles são diferentes dos IMEIs dos fabricantes homologados, fica simples para a ANATEL identificá-los e retirá-los de circulação.

Mesmo os celulares que possuem IMEIs clonados podem ser identificados pelo sistema da ANATEL.

Essa medida protege os fabricantes, mas também é benéfica para os usuários, que terão acesso somente a aparelhos que sejam certificados para operar no Brasil.

Para saber se seu celular está na Lista Negra da ANATEL, você pode consultar o site https://www.consultaaparelhoimpedido.com.br/public-web/welcome e inserir o IMEI do seu celular.

Para saber mais informações sobre essa medida da ANATEL, assista ao vídeo da reportagem do jornal SBT BRASIL, veiculada em 07 de janeiro de 2019, abaixo





Por:  Almir Meira Alves - CTO & CO-Founder da Secure2Connect Segurança de Comunicação / Coordenador do Curso Superior de Tecnologia em Segurança da Informação da FATEC São Caetano do Sul - Antonio Russo. 

Fonte: SBT Brasil

Veja também:

Sobre mindsecblog 1765 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

Seja o primeiro a comentar

Deixe sua opinião!