Mais de 70% dos usuários não confiam nas notícias divulgadas em mídias sociais

Pesquisa feita nos EUA aplica-se igualmente ao Brasil

Mais de 70% dos usuários não confiam nas notícias divulgadas em mídias sociais segundo pesquisa da Panda Security.

O Facebook está pesquisando seus próprios usuários para tentar parar a propagação de “notícias falsas” em sua plataforma de mídia social. A nova pesquisa faz duas perguntas:

  • Você reconhece os seguintes sites?
  • Quanto você confia em cada um desses domínios?

O fenômeno da “notícia falsa” é uma questão de segurança cibernética que será relevante em 2018 para nós brasileiros, dado o período eleitoral deste ano e as condições, de certa forma, atípicas de alguns pré-candidatos no Brasil, uma vez que as plataformas de redes sociais são usadas para influenciar a opinião pública.

Conforme relatado pelo New York Times, as empresas de mídia social forneceram provas ao Congresso de que a influência russa poderia ter atingido 126 milhões de americanos no Facebook e outras plataformas durante as eleições de 2016 nos Estados Unidos.

Os críticos das redes sociais estão questionando se os próprios usuários do Facebook devem ser confiáveis ​​para determinar quais os meios de comunicação são “notícias falsas”. Na verdade, quando se trata de confiança no domínio, o próprio Facebook enfrenta ceticismo. Uma recente pesquisa da Panda Security mostrou que 47 por cento dos pais consideram o Facebook “inseguro” para que seus filhos usem livremente.

Dado este cenário de desconfiança, a Panda Security realizou uma pesquisa adicional usando o Google Surveys para ver quanto consumidores confiam no Facebook como um gatekeeper de notícias e informações sobre seus feeds de notícias.

A amostra foi feita com 765 usuários online nos Estados Unidos com a seguinte pergunta: “Quanto você confia no Facebook para escolher as notícias que você lê?”

  • 8,2% disseram “muito” ou “inteiramente”
    20,4% disseram “um pouco”
    20,0% por cento disseram “pouco”
    51,5% disseram que “nada”

Os dados mostram que quase três quartos dos entrevistados têm pouca confiança na capacidade do Facebook de garantir as notícias, com uma minoria de respondentes indicando altos níveis de confiança.

A pesquisa fez também um comprativo por gênero e o resultado aponta uma maior desconfiança entre os homens  com 73,4% que confiam pouco ou nada, e 69,7% das mulheres disseram o mesmo.

Embora a pesquisa tenha sido realizada nos EUA, temos certeza que o mesmo cenário aplica-se ao Brasil, embora tenhamos a sensação de que muito mais gente confia nas noticias divulgadas nas mídias sociais, e, como falado acima, o ano de 2018 é bastante propício par uma enxurrada de “fake news”.

Vamos estar atentos !

 

veja também:

 

fonte: Panda Security 

 

 

 

 

Sobre mindsecblog 1762 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

Seja o primeiro a comentar

Deixe sua opinião!