Rússia bloqueou acesso ao Facebook, Twitter e agências de notícias estrangeiras

Rússia bloqueou acesso ao Facebook, Twitter e agências de notícias estrangeiras com o objetivo de conter a proliferação de notícias classificadas como falsas.

Muitas coisas têm acontecido desde a invasão da Rússia na Ucrânia. Pessoas de todo o mundo têm apoiado a Rússia e a Ucrânia.

O governo russo veio a saber que as redes sociais andam a espalhar muitas notícias falsas sobre o território ucraniano. 

Depois disso, o Serviço Federal de Supervisão de Tecnologia da Informação de Comunicações e Mídia de Massa (Roskomnadzor) bloqueou a mídia social Twitter e tantas outras mídias que operam fora da Rússia.

Roskomnadzor disse que o gabinete do Procurador-Geral exigiu que o twitter.com fosse restringido em toda a Rússia. Anteriormente, o Facebook e muitos outros canais de notícias foram completamente bloqueados.

O governo russo disse que “a publicação intencional e sistemática de materiais contendo informações falsas com a essência da operação militar especial em território ucraniano, métodos de operações militares e o número de baixas nas forças armadas russas e na população civil”.

Outros meios de comunicação como BBC, DW, Medusa, Radio-Free Europe / Radio Liberty e vários outros recursos de informação também foram bloqueados.

O regulador russo de telecomunicações, Roskomnadzor, disse que “o bloqueio do Facebook foi feito em resposta à suposta “discriminação” da plataforma contra a mídia russa, citando 26 casos desde outubro de 2020″.

Alguns dos usuários também relataram que as velocidades da Internet são lentas ao entrar em sites de endereços IP russos e sites não acessíveis.

Meta derrubou 40 contas, páginas e grupos no Facebook e Instagram, Nathaniel Gleicher e David Agranovich, chefe de política de segurança da Meta, disse que as redes eram executadas na Rússia e na Ucrânia.

Fonte: GBHackers


Veja também:

Sobre mindsecblog 1772 Artigos
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

Seja o primeiro a comentar

Deixe sua opinião!