JPM investe no Zcash, criptografia projetada para ser mais anônima que o bitcoin

Sob o título “Worls Collide: JPM works with team behind anonymous crypto Zcash“, o site American Banker noticiou que o banco JP Morgan está investindo em uma tecnologia de criptografia chamada Zcash, que segundo seus criadores, a empresa ZECC de Zooko Wilcox, foi projetada para ser mais anônima que o bitcoin.

Apesar da frase “mais anônima que o bitcoin”, segundo Wilcox, o JP Morgan afirma que não está usando o Zcash e sim que “existe um acordo de transferência de tecnologia”.

Wilcox, afirma que sua equipe usará as mesmas técnicas criptográficas para adicionar uma “camada de segurança” ao Quorum, sistema que o JPMorgan está desenvolvendo para executar contratos inteligentes.

Em sua forma mais básica, blockchains permite que todos os participantes em uma rede possam ver quem fez o quê. Mas essa transparência tem sido um turn-off para as instituições financeiras, que não querem entregar dados confidenciais ou revelar dados de seus clientes aos concorrentes.

Em 2015, o JP Morgan e outros bancos começaram a investigar as possibilidades de usar em seus negócios a tecnologia blockchain, originalmente desenvolvida para evitar o duplo gasto de bitcoins. Um caso de uso já avançado são os contratos inteligentes, que teoricamente podem reduzir custos no sistema financeiro, automatizando grande parte do trabalho feito por advogados, agentes de conformidade, mesas de distribuição e outros.

O site da America Banker cita ainda que o JP Morgan participou de várias alianças na indústria que desenvolvem soluções de blockchain para serviços financeiros, embora atualmente tenha saído do consórcio R3, decidindo modelar o sistema Quorum em outra plataforma de código aberto, o rival Ethereum.

fonte: site American Banker 22/05/2017
por: MindSec

 

 

 

About mindsecblog 277 Articles

Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.