Corte Chinesa Condena a 9 Meses de Prisão Responsável por Empresa que Vendia Serviço de VPN

A Suprema Corte Chinesa condenou a 9 meses de prisão homem que vendia serviços de VPN que fazia bypass no na regras da nova lei do governo Chinês.

A Algumas semanas noticiamos aqui no Blog Minuto da Segurança que o governo Chinês editou medida de controle de navegação na Internet, proibindo uma série de conteúdos e acessos, na prática, ele só permite o acesso online a conteúdos fiscalizados pelo governo, em uma medida de controle de censura digna de comparação com os piores dias da ditadura Brasileira.

Pela lei o governo Chinês obriga a navegação identificada para identificação do cidadão que navega na rede, de forma a poder exercer o controle direto sobre  seus hábitos online.

Nestes últimos dias ganhou notoriedade uma caso que de condenação ocorrido no primeiro trimestre deste ano, onde condenado a 9 meses de prisão o responsável pela venda de serviço de VPN, que permitia cidadãos a acessarem sites internacionais proibidos pela nova lei.

o Artigo 285 da lei Chinesa menciona explicitamente que VPN e outros serviços similares, que interfiram nos controles impostos pela lei Chinesas, são proibidos de comercialização e uso.

A China declarou a VPN como uso ilegal em uma tentativa de “limpar” a web!

Os internautas Chineses são proibidos de acessar sites populares da internet, incluindo mídias sociais e sites de notícias, incluindo o Google Search.

As autoridades estão considerando bloquear os games noturnos para crianças.

“Cyberspace não é um local for dos controles da lei”, afirmou o presidente Chinês em recente conferência em Beijing.

Segundo a lei os provedores de serviços de Internet tem até fevereiro de 2018 para se adequarem à nova lei Chinesa e bloquear completamente todo conteúdo não filtrado da Web, incluindo VPNs.

fonte  IBTimes

por MindSec   05/09/2017
About mindsecblog 208 Articles
Blog patrocinado por MindSec Segurança e Tecnologia da Informação Ltda.

Be the first to comment

Deixe sua opinião!